03/07/2007

Reencontro doloroso











Bocage Acordou assistiu, em rigoroso exclusivo, ao reencontro de Dores meira com o presidente legítimo da Câmara de Setúbal, Carlos Sousa. Dores Meira não se conteve e baixou os olhos, comprometida, mal avistou o seu antecessor.
Sousa, aparentemente indiferente, lançou-lhe um "Olá, Maria", que teve o condão de derrubar a ténue resistência que meira vinha opondo ao choro convulsivo.
- Por que choras Maria?- perguntou afectuoso Carlos.
- Não me fales assim , amigo, que ainda me entristeces mais - retorquiu Maria- mas já agora que perguntaste, não choro por onde tenho mais saudade...
Carlos olhou-a surpreso, mas fingiu-se desentendido.
- Choro por te ter traído. Aliás, por te termos apunhalado, meu bom amigo.
E dito isto, a loira que ainda a semana passada desdizia da obra de Sousa, ajoelhou e pretendeu rezar. Mas Carlos, já refeito da súbita lamúria, protegeu o altar da investida: Aqui não rezas tu, minha fingida, minha loura fratricida, minha ...- lançou-lhe, visivelmente transtornado.
- Mas se tu mal sabes articular duas frases, quem te acolitou na infâmia, diz-me megera - gritou-lhe o Sousa cada vez mais colérico - diz-me minha canalha.
Na Praça do Bocage, onde estes tristes eventos decorreram, os raros transeuntes foram-se chegando, sentindo no ar o frémitos das grandes revelações.
Ajoelhada, a loira Meira, babada e desgrenhada, suplicava em tom pungente: não me obrigueis a revelar o nome dos que tudo me ajudaram a montar, suplico-vos senhor.
_ Qual senhor, qual carapuça, quero os nomes e já! - ordenou Carlos Sousa e isto dito desferiu duas fortíssimas nalgadas no cú disforme da loira-burra.
Então, tudo se precipitou e soluçando como louca, Meira despejou o saco: Tudo começou em 2004, e os culpados foram o André Martins e o Eusébio Candeias.
-Quer dizer que há pelo menos 3 anos que conspiravam contra mim? - perguntou atónito Carlos Sousa - e até esse canalha do Eusébio analfabeto Candeias, a quem tanta vez matei a fome?
Isto dito, Sousa tranfigurou-se e vomitou violentamente.
Zé Bargalho, bombeiro voluntário que entretanto se tinha aproximado, acorreu solícito e limpou o presidente, afastando-o da Praça onde decorrera a tragédia.

Um comentário:

chapa disse...

Tudo isso porque a loira não faz o estilo do homem. Gosta delas um pouco mais novas.